APRASC NA MÍDIA

Geral

APRASC presta apoio e solidariedade ao soldado PM ferido gravemente durante ocorrência em Rio Negrinho
17/03/2020

A diretoria da APRASC, representada pelo presidente, subtenente João Carlos Pawlick, e pelo diretor da Regional Norte, sargento Ezequiel Queiroz, esteve nessa segunda-feira (16/03) em Joinville, prestando sua solidariedade e apoio a Greicy Rudnick, esposa do soldado Fernando Machado, que ficou gravemente ferido durante uma ocorrência em Rio Negrinho, no Planalto Norte de Santa Catarina. O policial militar tentou impedir que um homem ateasse fogo na casa da ex-companheira e no próprio corpo, mas acabou sendo queimado pelas chamas. O caso aconteceu na última terça-feira (10) no bairro Jardim Hantschel.

Pawlick e Queiroz estiveram no Hospital Dona Helena, de Joinville, onde o policial está internado, mas em razão da pandemia do Coronavírus não puderam realizar a visita, que já é bastante restrita em tempos normais.

Segundo a esposa do militar, Greicy Rudnick, ele já está no quarto, mas segue internado. O PM será submetido a um tratamento em câmara hiperbárica ou Oxigenoterapia Hiperbárica (OHB). “No caso das pessoas queimadas, a terapia hiperbárica auxilia na cicatrização da pele lesionada, combate processos infecciosos, prolifera novos vasos sanguíneos e ajuda na adaptação e integração de enxertos na pele. Com a terapia, espera-se que o paciente evolua mais rapidamente para a alta hospitalar”, explicou a esposa.

A APRASC lamenta e presta todo seu apoio e solidariedade. O diretor Queiroz está acompanhando o caso. 

Entenda o caso

Na última terça-feira (10/03), a Polícia Militar foi chamada para atender uma ocorrência de violência doméstica e ameaça. Quando chegaram ao local, os policiais viram o homem com um galão de combustível e o corpo encharcado de gasolina. Segundo a PM, ele ameaçava colocar fogo em si e na residência.

Quando o homem jogou combustível no próprio corpo pela segunda vez, o policial militar o segurou na tentativa de impedir que ele colocasse fogo no local e machucasse outras pessoas. No entanto, o homem conseguiu acender o isqueiro, dando início ao fogo. As chamas atingiram também o policial.

Os dois sofreram graves queimaduras pelo corpo e foram socorridos pelos demais policiais. Eles deram suporte até a chegada dos bombeiros e do Samu. Após o primeiro atendimento, as vítimas foram levadas para a Fundação Hospitalar de Rio Negrinho. O policial foi transferido para o Hospital Dona Helena de Joinville pelo helicóptero Águia da PM, onde está internado. Já a ex-companheira do homem que colocou fogo também estava dentro da casa, mas não ficou ferida.

Galeria de Fotos
[ Últimas notícias ]
POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES LUTANDO PELA SEGURANÇA DA SOCIEDADE
  • (48)3223-2241

Associação de Praças de Santa Catarina - Rua Raul Machado, 139 Centro - CEP: 88020-610 - Florianópolis/SC

Horário de funcionamento
Segunda a sexta-feira 8h às 12h e 14h às 18h